Como Funciona o Elevador de Cremalheira

Como Funciona o Elevador de Cremalheira

Nesta postagem uma breve explicação do funcionamento de um Elevador de Obra Cremalheira, largamente utilizado como equipamento de elevação de carga e pessoas em canteiros de obras da Construção Civil. As especificações obrigatórias da fabricação e do uso deste tipo de Elevador estão disponíveis nas normas NR 18, NR 35 e NBR 16200.

Como Funciona o Elevador de Cremalheira

Como funciona o Elevador de Cremalheira

Diferença ente Elevador a Cabo e Elevador Cremalheira

Inicialmente deve-se frisar as diferenças básicas entre os modelos de elevadores de obra. Até pouco tempo o tipo de elevador mais utilizado em obra era o Elevador a Cabo, que tinha como característica principal seu içamento via cabo. Desta maneira instalava-se o motor no térreo, ou em uma casa de máquinas no último andar, e a cabine era içada através de cabos de aço. Porém este tipo de elevador foi perdendo espaço devido as atualizações das normas de segurança. Hoje o Elevador a Cabo só é permitido para o transporte de cargas, e com altura limite de operação.

Por outro lado o Elevador de Cremalheira ganhou espaço justamente por ser ele indicado nas especificações de segurança das normas atuais. Este tipo de elevador é indicado tanto para a elevação de cargas como de pessoas, e não tem altura limite operacional. Ao contrário do Elevador a Cabo este tipo Cremalheira não utiliza cabos de aço e nem casa de máquinas, usando sua torre como conduíte.

O Sistema de Funcionamento do Elevador Cremalheira

Após abordarmos a principal diferença entre os dois tipos de elevadores, veremos o funcionamento do sistema do Elevador de Cremalheira. Como o próprio nome já indica, este tipo de elevador possui um sistema de cremalheira instalado na torre que conduz o equipamento verticalmente. A cremalheira é basicamente uma haste de ferro, ou aço, com encaixes milimetricamente idênticos, que formam um tipo de esteira para engrenagens.

Em cima da cabine do elevador estão instalados motores. Tanto o motor de movimentação como o de freio. No motor de movimentação há o que chamamos de pinhão. O pinhão é uma peça redonda de ferro ou aço e possui dentes milimetricamente idênticos que farão o encaixe na cremalheira. Desta maneira o motor faz com que o pinhão se movimente para cima e para baixo encaixado na cremalheira que está fixada na torre.

Quanto ao sistema de freios o Elevador de Cremalheira utiliza um sistema com motores eletromagnéticos que acionam freios a disco. Este sistema é bem mais seguro que o sistema a cabo, que apresentava muitas rupturas no cabo no momento de frenagem. Além do mais o sistema com freio a disco é mais suave e exige menos do equipamento, causando praticamente nenhum solavanco, ou tranco, em seu funcionamento.

Uma ou duas Cabines?

Outra questão que chama a atenção de quem precisa de um Elevador Cremalheira em sua obra é a utilização do equipamento com uma ou com duas cabines. Sendo assim a melhor explicação a ser dada para a diferença de ambas versão é a de que com o Elevador Cremalheira Cabine Simples a operação no canteiro de obras fica condicionada a apenas uma opção. Ou seja, a carga ou as pessoas precisam esperar que a cabine vá ao seu destino e retorne.

No caso da opção pelo Elevador Cremalheira Cabine Dupla a vantagem principal como ter dois elevadores em operação. Como cada cabine é independente ganha-se o dobro do tempo para os trabalhos de transporte de cargas e pessoas. Não é necessário esperar que uma cabine suba e volta, pois haverá sempre uma segunda cabine. Além do mais o sistema cremalheira é desenvolvido para que duas cabines possam trabalhar uma ao lado da outra de forma independente, pois na torre há duas cremalheira instaladas.

Resumo e Conclusão do Funcionamento do Elevador de Obra

Como visto nos parágrafos anteriores o elevador de obra evoluiu muito nestes últimos anos. Passou de um equipamento pesado, com instalação e montagem complicada e de alto risco e com falhas materiais constantes em sua operação para um equipamento mais modernos, mais simples na sua implantação e com a segurança mais apurada.

Não por acaso as normas de segurança foram atualizadas e com elas foi vedada a utilização do Elevador a Cabo como veículo de elevação de pessoas em obras, e mesmo os que estão sendo permitidos ainda hoje servem apenas para o transporte de cargas e com altura limitada.

Sendo assim o uso do Elevador de Obra Cremalheira é a melhor opção, mesmo que sendo a única de acordo com as normas, para o transporte de pessoas. Pois este tipo de elevador agrega maior rapidez e facilidade em sua instalação e montagem, aliado a fácil operação e a melhor segurança. Mesmo tendo um custo superior ao seu antecessor a cabo, o Elevador Cremalheira tem um ótimo custo benefício se for analisada todas suas etapas de implementação, incluindo os trabalhos periódicos de manutenção.

Como Funciona o Elevador de Cremalheira
Voltar ao topo